Último Recado
COLUNISTAS » WEBSTON MOURA

Onu declara 2014 como o Ano Internacional da Agricultura Familiar

Postado em 20/04/2012
PUBLICIDADE

Segundo notícias da Agência ADITAL, “A agricultura familiar é hoje responsável por 70% dos alimentos consumidos pelos brasileiros. De acordo com o Censo Agropecuário de 2006 ― o mais recente feito no país ―, são fornecidos pela agricultura familiar os principais alimentos consumidos pela população brasileira: 87% da produção nacional de mandioca, 70% da produção de feijão, 46% do milho, 38,0% do café, 34% do arroz, 58% do leite, possuíam 59% do plantel de suínos, 50% do plantel de aves, 30% dos bovinos, e produziam 21% do trigo.” (A íntegra você encontra aqui).

 

Pelas estatísticas, observamos o quão importante é essa modalidade de agricultura, sendo que, associada às práticas agroecológicas, fornece todo um modelo de sustentabilidade. E 2014, conforme o link diz, a ONU declarou ser o Ano Internacional da Agricultura Familiar. Fôssemos, pois, mais antenados com o que mais nos interessa, estaríamos com o assunto no nosso cotidiano, até porque o nosso sertão está mudando, abrindo-se cada vez mais para o grande capital gerador do agronegócio concentrador de terras e poder econômico. A empresa rural, tão decantada por políticos dependentes dos latifundiários, é responsável por muitos conflitos no campo, uma vez que solapa comunidades inteiras, marginalizando tantas quantas pessoas necessitar.

 

A agricultura familiar, por sua vez, não tem apenas fim econômico, pois seu modo de produção e distribuição passa pela idéia de vida comunitária e respeito maior pela cultura e pelas pessoas participantes em toda a cadeia. E não é de hoje que as questões referentes ao campo não podem estar circunscritas apenas ao olhar técnico e econômico (entendida aqui a economia dos oligopólios). Especialmente, num momento em que sociedades do mundo todo clamam por práticas de preservação do meio ambiente, a agricultura familiar torna-se mais importante para nossas vidas, necessitando ser parte essencial do currículo escolar de nossas crianças e adolescentes.

 

A idéia não é desenvolver mentalidade de riqueza no sentido de acúmulo, mas no sentido de qualidade de vida, o que se refere diretamente à saúde, à felicidade das pessoas, à sustentação de uma sociedade com o mínimo de conflitos, com o máximo de empregos seguros e valores de agregação.

 

Como afirma Daniel Tygel em “Agronegócio, transgênicos, agrotóxicos e a alternativa agroecológica” na IHU Online nº 377:

 

“A aproximação entre produtores e consumidores é de fundamental importância. As grandes redes de supermercado e de distribuição dominam  as cadeias produtivas, tiram a autonomia dos produtores e alienam os  consumidores. Há várias estratégias  em curso para superar esta distância, seja na consolidação de espaços  e canais de comercialização solidários  (pontos fixos, mercadinhos, circuitos  locais e feiras), seja na organização  do consumo coletivo (coletivos e redes de consumidores), seja na criação  de empreendimentos solidários de comercialização que têm como base a  transparência da composição do preço  e a justiça nas relações. Durante o seminário sobre agroecologia, soberania  alimentar e economia solidária no Encontro de Diálogos e Convergências,  todas estas alternativas foram apresentadas da forma como acontecem  nos quatro cantos do país.” (Leia a íntegra aqui).

 

Em Russas, num futuro breve e de modo mais acentuado, esperamos mais investimentos na agricultura familiar e mais ênfase na agroecologia, mas não apenas por parte de quem produz, mas de quem consome. A nós, consumidores, cabe organizar espaços de conhecimento e conversa, de experiência (feiras, cursos, outras alternativas). Sobretudo, precisamos entender que a questão merece e precisa do olhar de diferentes ramos do conhecimento, havendo da abordagem também ser política.

WEBSTON MOURA

WEBSTON MOURA

Webston Moura é um livre-pensador com os pés na democracia e os olhos no cotidiano.Poeta e idealista, expõe seus pensamentos nos blogs O Araibu e Arcanos Grávidos.
Comentários

© 2002 - 2017 RussasNET.com.br

Russas na Internet - Todos os Direitos Reservados

• Coberturas particulares, anunciar no site
• Locação de projetor e telão, animações e vídeos
• Sistemas, websites, marketing digital

curta nossa fan page

siga-nos no twitter

recomende ao google